• Base de datos para naturallymad.blogspot.com

  • Posts Más Vistos

  • Archivo Mensual

  • febrero 2010
    L M X J V S D
    « Ene   Mar »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
  • Blog Stats

    • 51,130 hits
  • Meta

Argentina pede apoio da ONU sobre a exploração de petróleo nas Malvinas

http://www.publico.pt/Mundo/argentina-pede-apoio-da-onu-sobre-a-exploracao-de-petroleo-nas-malvinas_1424316

24.02.2010 – 19:56 Por PÚBLICO

Cristina Kirchner negociou uma declaração favorável na cimeira do México Cristina Kirchner negociou uma declaração favorável na cimeira do México (Marcos Brindicci /Reuters)

O ministro dos Negócios Estrangeiros argentino, Jorge Taiana, deverá encontrar-se com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para pedir o apoio da ONU nesta questão. Tanto a Argentina como o Reino Unido reclamam a soberania sobre as Malvinas e os dois países já estiveram em guerra em 1982, depois de o arquipélago ter sido invadido por tropas argentinas. Nos confrontos, que duraram cerca de dois meses, morreram mais de 900 pessoas, 649 militares argentinos e 255 britânicos.

O Governo britânico defende que tem “direito legítimo” de explorar petróleo naquele arquipélago e a tensão entre os dois países aumentou depois de o Reino Unido ter posto ontem um submarino à disposição da defesa das Malvinas, noticiou o diário britânico “The Times”. O submarino ainda não chegou ao local, mas na região já se encontra a fragata britânica HMS York.

Desde segunda-feira que a plataforma de perfuração petrolífera britânica Ocean Guardian está a operar a cerca de 100 quilómetros a norte das Malvinas. A Argentina já rejeitou a possibilidade de um conflito militar mas deu início a uma disputa diplomática sobre o arquipélago a que os britânicos chamam Falkland.

Na cimeira entre os países da América Latina e das Caraíbas, que terminou ontem no México, foi emitida uma declaração, negociada pela Presidente da Argentina Cristina Kirchner, em que é apoiado “o direito legítimo da Argentina na disputa sobre a soberania das Malvinas com o Reino Unido”. É pedido aos governos dos dois países que retomem negociações e “para encontrar o mais rapidamente possível uma solução justa, pacífica e definitiva para esta disputa”.

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: